sexta-feira, 29 de junho de 2018
 
     
 
Governador Márcio França libera R$ 51 milhões em recursos do Fehidro para municípios
 
     
 
 
 
     
 

O governador Márcio França assinou nesta quinta-feira, dia 28 de junho, contratos para a liberação de recursos do Fehidro para 61 municípios. Também serão beneficiadas entidades não governamentais, órgãos municipais e estaduais, num total de R$ 50.853.286,02 para 103 projetos da área de saneamento e recursos hídricos. Os projetos são voltados para melhorias dos sistemas de água e esgoto, macrodrenagem, combate a enchentes, redução de perdas de água, disposição de resíduos e aterros sanitários, além da recuperação e preservação de bacias hidrográficas. As contrapartidas dos tomadores são de mais R$ 8.020.625,80, somando investimentos totais de R$ 58.873.911,82.

 

O evento, realizado no Palácio dos Bandeirantes, contou com a presença do secretário de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, Ricardo Borsari, além de outras autoridades estaduais e regionais.

 

Os municípios beneficiados diretamente pelos contratos são: Alto Alegre, Araçatuba, Araçoiaba da Serra, Araraquara, Areias, Barra do Turvo, Barretos, Bilac, Brotas, Buritama, Cajati, Campos do Jordão, Canas, Caraguatatuba, Catanduva, Cerquilho, Clementina, Cravinhos, Dourado, Guaiçara, Guariba, Guatapará, Ibirarema, Ibitinga, Itapira, Itapura, Jumirim, Lourdes, Louveira, Macaubal, Mendonça, Murutinga do Sul, Nova Luzitânia, Palmeira do Oeste, Paraibuna, Pariquera-Açú, Pereira Barreto, Peruíbe, Piacatu, Pirassununga, Planalto, Poloni, Pontal, Porto Feliz, Pracinha, Pradópolis, Praia Grande, Quatá, São Bento do Sapucaí, São João da Boa Vista, Sorocaba, Sta. Rosa de Viterbo, Sto. Antônio do Pinhal, Tabapuã, Taguaí, Taquaral, Tatuí, Tremembé, Ubarana, Urânia e Vargem Grande do Sul. Também serão contemplados projetos de entidades e órgãos beneficiando as regiões de Embú, Ibiúna, Juquitiba, Marília, Registro, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Votuporanga.

 

Fehidro

 

Os recursos são repassados através do Fehidro, que é o Fundo Estadual de Recursos Hídricos, e são oriundos da cobrança pelo uso da água, recolhida por empresas e instituições que utilizam a água para abastecimento público e produção industrial. Os investimentos são definidos e aplicados na própria bacia hidrográfica pelos comitês de bacia que têm participação ativa da sociedade local nas decisões.

 

O primeiro contrato do Fehidro foi assinado em 1995, sendo que 618 municípios já foram atendidos (95% do Estado de São Paulo), com investimentos de R$ 1,658 bilhão (R$ 1,272 bilhão do Fehidro mais R$ 386 milhões em contrapartidas).

 

     
  Share on FacebookTweetShare on Google+Post to TumblrShare on LinkedInSend email
Mais notícias