sexta-feira, 04 de maio de 2018
 
     
 
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU são tema de reunião na SSRH
 
     
 
 
 
     
 

Representantes da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo (SSRH) participaram de reunião no dia 3 de maio com integrantes de outros órgãos estaduais para discutir o acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU relacionados ao saneamento. Américo Sampaio, coordenador de Saneamento da SSRH, realizou uma apresentação com propostas de indicadores a serem adotados e acompanhados para conferir a evolução na área. A reunião foi encerrada com a participação da secretária adjunta da SSRH, Monica Porto, que destacou a importância do trabalho realizado.

 

O ODS 6 é voltado para a água e o saneamento, abrangendo questões como o acesso aos serviços básicos, qualidade e disponibilidade de recursos hídricos, além da participação da sociedade nas decisões sobre o tema. “O objetivo desta reunião é aprofundar temas específicos e definir indicadores para o acompanhamento dos ODS da área. Sabemos que há uma deficiência na qualidade das informações sobre o saneamento e esse também é um desafio a ser enfrentado para termos uma análise mais consistente”, explicou Américo Sampaio.

 

Participaram da reunião na Sala dos Conselhos da SSRH os seguintes representantes: Adelaide Nardocci (USP), Ana Flávia Oliveira (SEPLAN), Bianca Amaral Mazzuchelli (Assessoria Internacional/SMA), Elaine Minuci (SEADE), Fernanda Borges Carrer (Assessoria Internacional/Palácio), Indira Barbosa (CSAN), Lilia Belluzzo (SEADE), Marília Fanucchi (SE), Natália Micossi da Cruz (CPLA/SMA), Patrícia Iglecias (USP), Patrícia Ramos Mendonça (CSAN), Patrick Schindler (Assessoria Internacional/SSRH), Rubens José (Vigilância Sanitária), Sandra Jules Gomes da Silva (CPLA/SMA) e Sérgio Valentim (SESA). As propostas apresentadas na reunião serão levadas aos órgãos participantes para retorno no próximo encontro.

 

Na visão do assessor internacional da SSRH, Patrick Schindler, o cumprimento da meta 6 proporcionará múltiplos benefícios, tais como: desenvolvimento socioeconômico, redução do risco de desastres, fortalecimento da resiliência urbana e o gerenciamento de riscos hidrológicos. “No entanto, isso só acontecerá quando todos os níveis de governo colocarem a água no centro de suas prioridades estratégicas”, avaliou após a reunião.

 

Mais informações sobre os ODS:https://ods.ibge.gov.br

 

 
     
  Share on FacebookTweetShare on Google+Post to TumblrShare on LinkedInSend email
Mais notícias