sexta-feira, 27 de abril de 2018
 
     
 
Governador Márcio França inaugura obras de ampliação do tratamento de esgoto na Baixada Santista
 
     
 
 
 
     
 

O governador Márcio França inaugurou nesta sexta-feira, 27/04, obras que ampliam a coleta e o tratamento de esgoto em Bertioga e Guarujá. Com investimento superior a R$ 88 milhões, a expansão do sistema permite que 8.939 imóveis possam enviar seu esgoto para tratamento, trazendo mais saúde e qualidade de vida para a população dos dois municípios e para os turistas que frequentam suas praias.

 

No distrito de Vicente de Carvalho, em Guarujá, foram construídos 34 km de rede coletora e 4 estações elevatórias que vão bombear esgotos através de mais 300 metros de tubulações chamadas de linhas de recalque. A ampliação do sistema permite que o esgoto de 5.600 imóveis passe a ser encaminhado para tratamento, beneficiando diretamente cerca de 18.400 moradores.

 

Os bairros Morrinhos III e IV, na mesma cidade, também tiveram sua estrutura de esgotamento ampliada. Foram implantados 12,1 km de redes coletoras, uma estação elevatória e 1,5 km de tubulação de recalque. Essa infraestrutura possibilitou a conexão de mais 2.000 imóveis, o que fará com que o esgoto de cerca de 10.000 pessoas passe a ser tratado.

 

Já no bairro Chácara Vista Linda, em Bertioga, a expansão inclui 14,4 km de rede coletora, 3 estações elevatórias e 700 m de linhas de recalque, que viabilizaram a ligação de 1.339 imóveis ao sistema de coleta e tratamento sanitário da cidade, beneficiando diretamente cerca de 4.200 moradores.

 

Ou seja, as obras entregues nesta sexta-feira melhoram diretamente a vida de quase 33 mil moradores de Bertioga e Guarujá, mas também contribuem para que as cidades tenham rios e praias mais limpos, incentivando ainda mais o turismo.

 

Uma nova obra vai se somar a esses investimentos em saneamento. Nesta sexta-feira, o governador também autorizou a ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto nos bairros Vila Zilda, Vila Edna, Vila Selma e Cidade de Deus, em Guarujá. Com isso, mais 2.000 imóveis terão o esgoto enviado para o processo de tratamento, atendendo diretamente cerca de 7.000 pessoas.

 

Para isso, serão construídos 660 metros de redes coletoras, 380 metros de coletor-tronco (tubulação de grande porte), 200 metros de linha de recalque e uma estação de bombeamento do esgoto. As obras devem começar ainda no primeiro semestre deste ano e se estendem por 18 meses. O investimento é de R$ 5,8 milhões.

 

Além de beneficiar a população, os investimentos da Sabesp na Baixada Santista têm melhorado a qualidade das praias. É que o mostra o Relatório de Qualidade das Praias Litorâneas do Estado de São Paulo, da Cetesb, publicado neste mês. Segundo o documento, “os programas de investimento para a universalização dos serviços de saneamento no litoral têm contribuído para a melhora dos índices de balneabilidade”.

 

Em Bertioga, por exemplo, os nove pontos de medição apontavam praias regulares em 2008. Em 2017, foram constatadas oito praias boas e apenas uma regular. Já Guarujá voltou a ter praias em condições boas e ótimas, o que não acontecia dez anos atrás.

 

Esse avanço se deve a uma série de investimentos em obras de coleta e tratamento de esgotos. Desde o início do programa Onda Limpa, em 2007, foram aplicados R$ 2 bilhões, que elevaram o acesso à rede coletora de esgoto na região de 54% para 77%, com 100% de tratamento. Para continuar esse trabalho, a empresa segue negociando a assinatura dos contratos de prestação de serviços de saneamento com oito das nove prefeituras da Baixada Santista. A previsão é empregar R$ 1 bilhão em obras nos próximos anos.

 

     
  Share on FacebookTweetShare on Google+Post to TumblrShare on LinkedInSend email
Mais notícias