quarta-feira, 24 de maio de 2017
 
     
 
Trabalho de desassoreamento do rio Baquirivu-Guaçu segue em ritmo acelerado
 
     
 
 
 
Desassoreamento do Baquirivu-Guaçu é realizado com equipamentos em barcaças (Foto: Divulgação DAEE)
 
     
 
As máquinas já removeram 20% do volume de assoreamento depositado no fundo do canal do rio Baquirivu-Guaçu. O DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) está investindo R$ 3,5 milhões na dragagem de 20 mil metros cúbicos de sedimentos, que beneficia 5 quilômetros do rio Baquirivu-Guaçu, com início 100 metros a jusante do córrego Taboão, até 300 metros a montante do córrego Cocho Velho. O trabalho começou no final de março e a expectativa é concluí-lo em 120 dias. “É um trabalho importante, que contribui para minimizar o risco de inundações nos bairros próximos ao aeroporto de Guarulhos”, destaca Ricardo Borsari, Superintendente do DAEE.


 
     
  Share on FacebookTweetShare on Google+Post to TumblrShare on LinkedInSend email
Mais notícias