quinta-feira, 30 de março de 2017
 
     
 
São Paulo ajuda a criar indicador de qualidade da água para metas sustentáveis da ONU
 
     
 
 
 
Equipe de especialistas internacionais que participa do estudo, durante encontro em Amã, Jordânia (Foto: Divulgação)
 
     
 
Estudos realizados no Estado de São Paulo estão ajudando a desenvolver um novo indicador de qualidade da água para mensuração de um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. O objetivo de número 6, das 17 metas definida pelas Nações Unidas, determina a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos. Dois especialistas brasileiros, o engenheiro civil e sanitarista Américo de Oliveira Sampaio, coordenador de Saneamento da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, e a professora Adelaide Nardocci, da USP, doutora em Saúde Pública, participam desse projeto mundial.
Em recente reunião realizada em Amã, na Jordânia, o Brasil foi definido como uma das áreas para o desenvolvimento do novo indicador. Também estão sendo realizados estudos paralelamente na Indonésia e em países do Oriente Médio. “A concepção metodológica utilizada para a definição desse indicador leva em consideração as diferentes inter-relações existentes entre a gestão da água e questões de ordem socioeconômicas, institucionais e de governança dos países ou regiões, permitindo uma avaliação mais aprofundada dos programas de conservação de recursos hídricos”, explica Américo Sampaio, ressaltando que uma nova reunião será realizada para fechar a proposta de metodologia de trabalho e que a parte prática deve ser iniciada dentro de seis meses.
Gestão sustentável da água
São Paulo foi um dos locais escolhidos porque possui uma estrutura de controle da qualidade dos recursos hídricos bastante desenvolvida e conta também com um grupo estruturado de Desenvolvimento Sustentável dentro do Governo do Estado. “É um trabalho importante e que deve definir um novo padrão de acompanhamento da qualidade da água, levando em conta não apenas as suas condições intrínsecas, mas também as ações necessárias para o atingimento das metas definidas pelas Nações Unidas para assegurar a gestão sustentável da água”, ressalta Américo Sampaio.

 

Para mais informações técnicas sobre o projeto: aosampaio@sp.gov.br

 

Para informações à imprensa: imprensa@ssrh.sp.gov.br

 
     
  Share on FacebookTweetShare on Google+Post to TumblrShare on LinkedInSend email
Mais notícias