terça-feira, 13 de dezembro de 2016
 
 

Saneamento participa do programa Município Verde Azul

 
 
 
 
Cerimônia de entrega dos prêmios do programa Município Verde Azul (Foto: SMA)
 
 
 
 
A Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos (SSRH) é a mais nova parceria do programa Município Verde Azul (PMVA), uma iniciativa da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SMA) para medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental. O anúncio partiu do secretário de Meio Ambiente, Ricardo Salles, na quinta-feira, 8, durante a cerimônia de divulgação dos vencedores da edição 2016 do programa.

“Vamos usar o conhecimento e as ferramentas da Secretaria de Saneamento para desenvolver ações e impulsionar a agenda ambiental nos municípios”, destacou Ricardo Salles. O secretário disse que a parceria formaliza a integração que, na prática, já existe entre o programa e a Secretaria de Saneamento. “Quase todas as diretivas do PMVA têm interface com a Secretaria de Saneamento, seja em relação à gestão ou da água propriamente dita. O PMVA tem parceria com os comitês de bacia, por exemplo”, explicou Salles.

A secretária-adjunta de Saneamento e Recursos Hídricos, Monica Porto, elogiou a iniciativa. “Temos um grande volume de informações acumuladas na Secretaria, além da experiência adquirida ao longo dos anos pelos profissionais que lá trabalham. Portanto, essa parceria fortalece e amplifica não só o programa Município Verde Azul, mas também as demais ações das duas secretarias”, destacou Monica Porto. Além da SSRH, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento também firmou parceria com o Meio Ambiente.

Na cerimônia de divulgação dos vencedores, a Secretaria de Meio Ambiente anunciou o lançamento do “Mapa das Áreas de Preservação Permanente – APPs Hídricas no Estado de São Paulo”. A ferramenta, que está no site da SMA, mostra a situação das Áreas de Preservação Permanente Hídricas do Estado de São Paulo, de abrangência municipal, na escala 1:20.000. O mapa, que será entregue a todos os municípios, é um estudo realizado pela Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS) para o Ministério do Meio Ambiente. “A ferramenta de APPs hídricas vai contribuir para ampliar o Programa Nascentes, uma das mais inovadoras políticas de reflorestamento do mundo”, explicou o secretário Ricardo Salles. Confira aqui mais detalhes sobre a premiação.

 

 

 
  Share on FacebookTweetShare on Google+Post to TumblrShare on LinkedInSend email
Mais notícias