quarta-feira, 30 de novembro de 2016
 
 

Governador autoriza obras de piscinão em Franco da Rocha

 
 
 
 
Governador Geraldo Alckmin autorizou início das obras do piscinão AV-03, em Franco da Rocha (Foto: Gruiz)
 
 
 
 
O Governador Geraldo Alckmin autorizou na manhã de hoje, 30 de novembro, o início das obras de construção do piscinão AV-3 no ribeirão Água Vermelha, em Franco da Rocha. A obra será realizada pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) e representa um investimento de R$ 4,6 milhões. “A obra começa nesta semana e deve ficar pronta em doze meses; isso vai melhorar muito a cidade de Franco da Rocha. A cidade terá uma resiliência muito maior”, observou Alckmin.

“Esta é uma obra importantíssima para o controle de enchentes aqui em Franco da Rocha”, resumiu a secretária-adjunta de Saneamento e Recursos Hídricos, Monica Porto, durante a cerimônia, onde também foram entregues 580 unidades de um novo conjunto habitacional por conta do aniversário de 72 anos do município. “A assinatura de hoje é parte de um investimento muito maior. Já foram investidos mais de R$ 90 milhões na construção de pôlderes e limpeza de rios aqui na cidade. Tudo isso é um esforço do governo do estado para que o impacto das inundações, que é tão sério aqui na região, seja reduzido”, completou Monica Porto.

Localizado no Jardim União, na altura da avenida Ceci e das ruas Mônica e São Lourenço, o piscinão terá capacidade para acumular 200 mil metros cúbicos de água das chuvas, contribuindo para minimizar o risco de inundações na região central do município. O DAEE está preparando também o desassoreamento de 1,1 quilômetro do rio Juquery em Franco da Rocha, no trecho entre a foz do Córrego do Maracujá e entrada do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico. As máquinas vão remover 10 mil metros cúbicos de sedimentos depositados no fundo do rio. O trabalho representa um investimento de R$ 1 milhão e deverá estar concluído em 60 dias.

O piscinão complementa um conjunto de obras entregues em dezembro de 2015 para o controle das vazões do ribeirão Euzébio e do rio Juquery. A medida é integrada pelos pôlderes das margens direita e esquerda do ribeirão Euzébio e da margem direita do rio Juquery; e pelo desassoreamento de 20 quilômetros do rio Juquery e 1,6 quilômetro do ribeirão Euzébio. O conjunto representou um investimento de R$ 91,4 milhões.

 

 

 
  Share on FacebookTweetShare on Google+Post to TumblrShare on LinkedInSend email
Mais notícias