terça-feira, 01 de novembro de 2016
 
 
43 anos de Sabesp: uma história de superação e avanços
 
 
 
 
1) Barragem Paiva Castro, do Sistema Cantareira, em construção. 2) Barragem Paiva Castro nos dias atuais (Fotos: Sabesp)
 
 
 
 
Considerada a maior companhia de saneamento do Brasil, a Sabesp foi criada no ano de 1973 a partir da fusão de seis empresas privadas que atuavam na distribuição de água e coleta de esgotos em várias regiões do Estado de São Paulo: Saec, Comasp, SBS, Fesb, Sanevale e Sanesp. 

O primeiro município a ser operado pela companhia foi Botucatu, em 1974, e, logo em seguida, Águas da Prata. Nos primeiros anos, a empresa chegou a receber a adesão de uma média de oito cidades por mês, alcançando rapidamente o patamar de centena de municípios operados e conseguindo diminuir, cada vez mais, o índice de mortalidade infantil, principalmente na cidade de São Paulo que registrou em outubro de 2016 a menor taxa da história - 10,7 óbitos para cada cem mil nascimentos.

Entre as conquistas que marcaram a história da Sabesp na década de 70, estão as implantações do Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de parcela significativa da Região Metropolitana de São Paulo, e, nos anos seguintes, dos sistemas integrados de distribuição de água e de coleta de esgotos. 

Na época, com o ambicioso programa chamado Sanegran, a companhia conseguiu elevar seus índices de coleta e tratamento de esgotos. Quanto à distribuição de água, foi implantado o Sistema Adutor Metropolitano (SAM), responsável pelo assentamento de muitos quilômetros de redes preparadas para aduzir água em grandes volumes para todas as áreas metropolitanas.

Em 1994, a companhia tornou-se uma empresa de economia mista com capital aberto, tendo o Governo do Estado como seu único acionista. Em 1995, uma nova era se iniciou na Sabesp e uma revolução administrativa foi implantada: institui-se a descentralização administrativa com a criação das unidades de negócio conforme as bacias hidrográficas, dando poder de decisão às áreas de ponta da companhia.

O primeiro commercial papers da companhia aconteceu em 1996, abrindo portas para mercado de capital internacional. O passo seguinte foi o ingresso na Bovespa, a Bolsa de Valores de São Paulo. Anos depois, em 2002, a Sabesp entrou para o Novo Mercado, onde só são admitidas empresas comprometidas com a transparência e boa gestão, e passou a ser listada na New York Stock Exchange (Nysem bolsa de valores de Nova York), a mais importante do mundo.

Atualmente os números da Sabesp impressionam. O tratamento dos esgotos coletados passou de 29% (1995) para 78%, a coleta de esgoto de 70% para 86%, e o atendimento com água saltou de 96% para 100%. Essas conquistas só foram possíveis graças aos investimentos feitos pela companhia que, no final da década de 90 e início do século XXI variavam entre R$ 700 mil e R$ 1,3 bilhão e no ano de 2015 chegaram ao patamar dos 3,4 bilhões.

Esses investimentos foram fundamentais para a empresa enfrentar a pior crise hídrica do sudeste brasileiro, ocorrida em 2014-2015, garantindo o abastecimento dos 20 milhões de consumidores da Região Metropolitana de São Paulo. Tais fatores permitiram que a companhia se tornasse o que é hoje - uma empresa marcada por grandes obras de segurança hídrica e tecnologias de ponta, que prioriza a prestação de serviços com qualidade e o respeito ao cliente.
 
   
Mais notícias