quinta-feira, 06 de outubro de 2016
Com novo asfalto, estrada de Caucaia é liberada após instalação de tubulação de água
 
A estrada de Caucaia do Alto, que liga Cotia e Vargem Grande Paulista à rodovia Raposo Tavares, foi totalmente liberada ao trânsito nos dois sentidos na última sexta-feira, 30 de setembro. As pistas, cada uma com duas faixas, ganharam novo asfalto e sinalização ao longo de cerca de 2 km, desde a estrada da Mineração Ouro Branco até próximo à Raposo.

Desde janeiro, esse trecho recebeu parte da adutora do novo Sistema Produtor de Água São Lourenço. A obra da Sabesp vai levar água de ótima qualidade para 2 milhões de pessoas, que moram nas cidades de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista. A tubulação tem 83 km de extensão, dos quais 2 km passam sob a estrada de Caucaia do Alto. Apesar de a adutora ter sido instalada no sentido Raposo Tavares, o consórcio que constrói o Sistema São Lourenço recapeou e sinalizou os dois lados da pista, deixando duas faixas em cada sentido, melhorando o acesso de moradores e comerciantes.

A estrada da Mineração Ouro Branco também recebeu a tubulação e estará totalmente liberada até o final deste mês. Nos dois endereços, os tubos colocados no subsolo têm 1,80 metro de diâmetro – ou seja, têm altura suficiente para que boa parte dos moradores da região pudesse andar dentro dela. Durante o período de obras, aliás, foram fundamentais o apoio e a compreensão dos motoristas e comerciantes em relação às limitações de trânsito.

A construção do Sistema São Lourenço segue dentro do cronograma e com mais de 4.000 funcionários. A água será retirada da represa Cachoeira do França, em Ibiúna, onde está sendo construída a estrutura de captação. A tubulação, ao sair da captação, passa por um trecho de Ibiúna e avança por Cotia até chegar a Vargem Grande Paulista, onde está sendo erguida a estação de tratamento de água (ETA). Nesse trecho de 50 km, a água irá “subir o morro” – ela será bombeada para vencer um desnível de mais de 300 metros de altura da serra de Paranapiacaba.

Em Vargem Grande Paulista, a futura estação de tratamento irá transformar o líquido retirado da represa em água potável. A partir daí a água tratada seguirá por mais cerca de 33 km de tubulações até as cidades beneficiadas – os tubos vão inclusive passar por baixo das duas pistas da rodovia Raposo Tavares. É uma parte dessa adutora que foi instalada embaixo das estradas de Caucaia do Alto e da Mineração Ouro Branco.

O Sistema São Lourenço é uma obra da Sabesp que está sendo construída pelo modelo de PPP (Parceria Público-Privada). O consórcio executor é formado por Camargo Correa e Andrade Gutierrez e realiza um investimento de R$ 2,21 bilhões, que tem gerado empregos diretos para os moradores e indiretos para o comércio da região. A obra foi iniciada em abril de 2014 e tem previsão de começar a tratar água daqui a um ano, em outubro do ano que vem.
 
Mais notícias