quarta-feira, 04 de Maio de 2016
 
Sabesp flagra casos de furto de água em lanchonetes na Rua Augusta
 
 
Equipes da Operação Caça-fraudes da Sabesp constataram dois casos de irregularidades de água na região central de São Paulo. Na blitz realizada em parceria com a Polícia Civil, foi encontrado desvio de água em duas lanchonetes de grande porte localizadas na rua Augusta.
Durante inspeção, técnicos identificaram adulteração no hidrômetro de uma rede de fast food, que estava travado e não media o consumo real, e identificaram que a ligação abastecia também uma lanchonete vizinha.
A Sabesp estima que o desvio de água no local é de 123 mil litros por mês, suficientes para abastecer 31 pessoas durante 30 dias.
 
 
Com o apoio da polícia, os fraudadores foram presos, levados ao Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e indiciados por furto. A pena para esse crime é de um a quatro anos de reclusão, além da aplicação de multa.
Para identificar o crime, a Sabesp trabalha com as equipes de caça-fraude, que acompanham o consumo e vistoriam os imóveis. Além disso, conta com a colaboração dos próprios moradores, que podem relatar casos suspeitos pelo 195 ou pelo Disque-Denúncia (telefone 181), cuja chamada é gratuita e não exige a identificação de quem telefona.
A fraude prejudica toda a população. Quem comete o crime não se preocupa com o desperdício, pois acredita que não irá pagar pelo alto consumo. É comum entre fraudadores deixar torneiras abertas e não consertar vazamentos. Isso se torna ainda mais grave diante da pior seca da história da Grande São Paulo.
Mais notícias